Artigos

I9 - Inove na Gestão

Publicado em Artigos.

Para ver a versão de impressão, Clique aqui.

O conceito de gestão da inovação prende-se com as exigências do mercado atual, o chamado mercado global, um novo conceito de mercado, criador de desafios, mais exigente para com os seus elementos, sejam eles os concorrentes, os consumidores, os fornecedores ou os agentes reguladores, e com um poder “acrescentado”, resultante das crescentes motivações, e da necessidade de evolução e crescimento do mundo em que vivemos. É a globalização.

Em todos os sectores, e no chamado mundo desenvolvido, tem-se assistido a um aumento do nível de exigências por parte dos consumidores – os motores da “pequena economia”- assim como a um acréscimo de necessidades insatisfeitas, consequência, e isto em efeito cíclico, de uma oferta acrescida por parte do mercado global.

O mundo em mudança e em constante evolução, do ponto de vista social, político, tecnológico, cultural, financeiro e económico, por consequência, implica e provoca alterações no equilíbrio do mercado. Para que este seja restabelecido, há que desenvolver processos de adequação, adaptação, antecipação, e por isso, de inovação, para que de alguma forma, seja possível manter as economias de escala e o equilíbrio do mesmo mercado global.

Tudo se prende com a questão de: Inovar para sobreviver, para competir, ou por opção estratégica, para que não tenha de se adaptar segundo regras pré-definidas por outros, passando assim, para a retaguarda na corrida para a competitividade e rentabilidade em prol de terceiros - os concorrentes.

Inovamos considerando os recursos, meios e “ferramentas” ao alcance da empresa, procuramos resolver problemas de âmbito mais específico ou lato, encontrar soluções de forma a acompanhar a evolução, e o processo de constante mudança em que vivemos, ou soluções para criar, e oferecer algo de novo, como fator crítico de sucesso.

É por isso imperativo que inovemos, só assim é possível manter o sistema global a funcionar, e como parte dele.

Inovar é um processo cíclico de criar ou recriar “formas e ideias”, em produtos ou serviços (desenvolvimento em termos de design, imagem, e ligação á tecnologia), em processos (modo como a produção toma forma, técnicas e meios aplicados, podem ser processos tecnológicos ou organizacionais), ou na gestão, e de aplicá-las com eficácia, como resposta a problemas, ou à satisfação direta de necessidades internas ou externas.

A tecnologia tem sido a temática a sofrer mais destaque nos últimos tempos no que toca à inovação, sobretudo pela sua abrangência, mas a inovação organizacional veio há relativamente pouco tempo, “destabilizar” o mercado global, esta sim, virada para a organização, as suas práticas de gestão e políticas empresariais.

Está aqui implícito o conceito de mercado, sendo que estas duas formas de Inovação, funcionam como resposta à tipologia de desenvolvimento dos mercados, ou seja, às mudanças. Sendo que a inovação, tendencialmente, surge como resposta, e antecipação da mudança.

Só poderemos implantar um processo de inovação, se de facto, nos conhecermos de dentro para fora, como um sistema orgânico, o ambiente interno e externo, o nosso mercado e os nossos nichos, suportado nas filosofias do marketing. E se tivermos as pessoas como elemento estrutural, e o feedback interno e externo assegurado a 360º.

A inovação parte assim, da análise das necessidades dos mercados atuais, da antecipação de necessidades dos mercados, criando os mercados futuros.

Somos quem “faz” o nosso mercado, apoiados numa gestão funcional adequada e consistente, e na gestão da qualidade total, focalizados nas necessidades concretas e na otimização da nossa performance.

Desenvolva uma cultura inovadora. Inove um pouco na gestão do dia-a-dia, seja flexível, adapte-se a novas situações, desenvolva novas ideias, crie novas soluções.

Encontre formas de acrescentar valor ao negócio para se manter no mercado e melhorar os seus resultados. Motive a sua equipa, Entenda as oportunidades, Use ferramentas de comunicação, Dê o seu feedback.

Como parte de um todo, cabe-nos a responsabilidade de, (através de visão estratégica, bom senso, capacidade empreendedora, enfoque na gestão e na venda), definir e alcançar novos objetivos e metas para a rentabilidade e a competitividade, cumprindo assim a nossa missão e construindo a nossa cultura.

 

Morada

  • Praça de Azurite, 380-B
    Parque São Domingos
    2785-812 São Domingos de Rana

Newsletters

 
Siga-nos no Facebook

Representamos